domingo, 19 de junho de 2011

Preparando-se...



Na reta da testa atesta
Que a mente é somente
Uma semente que mente
Ilusória, indecente e quente

Maleficamente inteligente
O poente do poeta decente
Que rima calmamente rente
No meio fio da vida indecente

Tristemente eu sou felizmente
Para muita gente que me sente
E tem certeza que sou descrente
Não me entende, nem me compreende

Julga-me na rua, na realidade crua
A vida é somente uma brincadeira
Onde a metade pra gente é inteira
Fico por aqui cavando minha trincheira...

Um comentário:

  1. Lucas, meu pequeno, show de bola! Golaçooooooooo.
    Bjão e bom feriadão

    ResponderExcluir

Diga com coração e sinceridade o que achou! :)