segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Sonho de borboleta

Encasulado estou em meus sonhos.
esperando para despertar de meu sono,
a hora certa irá de chegar;
“Bater asas e voar.”

Despertar para um mundo maravilhoso,
onde amarei sentir o gosto;
gosto do beijo, gosto do desejo,
ansioso para sentir o vento.

“Bater asas até cansar,”
aterrissar e depois repousar.
Despertar de meus sonhos para ainda sonhar,
encontrar um par, para poder amar.

Voaremos juntos para ver o mar.
Deitaremos na areia da praia só para ver a luar chegar.
A lua vai namorar as estrelas até novamente o sol raia;
“ah”, como estou ansioso para este dia chegar...

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Entre espadas, penas e tinta fresca...









Por segundos meus tormentos se foram,
em certos momentos tive que engolir meu choro.
Troquei minha espada, por uma pena e tinta fresca;
para criar meu ultimo poema,
desfrutar do mundo, e suas lindas belezas.
Cativa-me sua pura indecência,
com olhos de criança ainda enxergo pureza.
Escravo do amor alforriado,
completamente forro do pecado.
Atormentai os loucos emancipados;
os quais têm idade para compreender,
a gravidade de seus atos;
atos que se tornam fatos,
carregai os fardos, para desembaraçar os balaios de gato.
Armadilha que prendeu o rato se tornou inspiração,
para um poeta alucinado.
Paraíso do pecado despenque em meus braços;
faça-me sentir desejado, retoque o quadro mal pintado,
de desenhos sem formatos.
O ultimo poema;
é o inicio do dilema, entre rochas e duras madeiras.
Amores e tristezas, palavras se tornam sentenças,
sentenças que definem um poema.
Pensamento em devaneio, sonhos criados com o tempo;
termino meu ultimo poema me debruçando em lamentos... 




Obs: "Poema feito para a (NOP) texto baseado na obra ( O ultimo poema ) em homenagem a Manuel Bandeira."

Meu recanto

Eu sou uma aberração criada pela sociedade.
Detesto ser mais um no meio do tumulto,
odeio as coisas pelas quais me deslumbro.
Criei um recanto no meu submundo,
recanto onde expresso meu ódio, minha dor;
 “onde expresso meu amor.”

O amor me trás raiva, por não ser aceito com sinceridade,
o amor briga com meu ódio todos os dias somente por vaidade.
Fico alegre quando os sentimentos dentro de mim fazem as pazes;
não sou bom em sorrir falsamente, não consigo enganar minha mente,
não aceito me deslumbrar facilmente.

Ilusão criada por espelhos;
Na verdade são pedaços de espelhos,
 sete anos de azar, de angustias e sofrimentos.
Minhas costas não agüentam mais o peso,
peso de uma rocha de sonhos e pesadelos.
Sinto-me em total desespero, acho que já me acostumei;
pois me sinto excitado, estranho sentimento de embriaguez.
Que sejam lançadas as criticas sobre mim;
que o mundo caia em meu recanto, mas me deixem pelo menos ser feliz.
Felicidade foi o que eu sempre quis.
 Paixão avassalante pelo sofrimento; deixo-te ir.
Ir para onde quiser ir, que tal para alma de outra pessoa infeliz?

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

alívio

Sentindo o alívio da pureza
Firmando em rimas verdadeiras
Adoração por tua presença
Que esse alívio permaneça.

Então talvez esse amor prevaleça
Relembrando as rimas loucas de Alceu Valença
Minha cabeça gira em torno de poemas
Beirando a beira, rios de lágrimas se formam sem tua presença.

Saborosa torta amorosa
Feita com carinho, feita no coração
Nunca mais derramarei lágrimas pela solidão
Quero que ela saia do meu coração

Sentirei alívio e devoção
A felicidade reinará, a tristeza irá se dissipar
Nunca mais chorarei por não ser capaz
Sentirei alívio aguardando minha sentença de morte chegar.

Obs: poema feito para a (NOP). 1°Desafio da Roda de Improviso

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Adeus...

Cansei de ser o que sou,
 revoltado com o mundo estou.
Não quero mais agradar,
não quero mais amar.
Cansei de chorar e me lamentar,
tristonho pelos cantos a sussurrar;
lamentando meu bem estar.
Então tristeza que tu descanse em paz,
não venha mais me visitar, não quero mais chorar.
Admito sou emotivo;
mas isso não quer dizer que tenho que sofrer ao exílio.
Sofrimento agoniado te deixo de lado;
não quero mais seus abraços apertados,
nem seus beijos molhados.
Desisti de você, e me casei com a felicidade,
com o testemunho da senhora verdade,
meus padrinhos; “ a vitória e a coragem.”
Eu sei, chorarei ainda;
a diferença é que chorarei ao lado da senhora felicidade.
E contando com o apoio dos meus padrinhos, a vitória e a coragem,
caminharei certo, o amor vai surgir novamente;
“em forma de outono e inverno.”
Então tristeza, te digo uma coisa; 
de você simplesmente me despeço...

Tempo triste, triste tempo.

Quero lembrar- me desse tempo;
O tempo que eu não tinha tempo,
do tempo que pensava em ter tempo.
Recordando os momentos, analisando o passado,
sempre seguindo reto, nunca olhando para os lados.
Pensando em não fazer o tempo passar;
o tempo que não era tempo,o tempo que perdi tempo.
Vendo o mundo em movimento, olhando pela janela da
linha bairro/centro.
Via pessoas perturbadas.
Via pessoas cansadas, nervosas, magoadas.
Sentia tudo, mas elas não sentiam nada;
não se importavam comigo,
sempre analisei isto;
“mas nunca tinha escrito.”
Apenas não me subjuguem,
nem precisam ouvir o que estou falando;
“pois estou simplesmente poetando.”
Claro e objetivo, podem ver, eu não complico.
Quando eles me falam eu escuto, quando eu falo ninguém me ouve;
Mas entendo tudo, sei o motivo; “eu entendo o mundo.”
Meu silêncio é minha vitória, por isso eu fico quieto,
não ligo sobre o que eles debocham.
Assim minha vitória será silenciosa e saborosa,
prefiro ficar aqui quieto no meu mundo sentindo o aroma das rosas.
Não quero nada;
“nem troféus, nem medalhas...


Despeço-me aqui e faço uma promessa;
vou lembrar-me todos os dias que sempre serei grato.
Lembrar-me de vocês; “amigos de verdade.”
E dizer meu profundo e sincero “muito obrigado.”

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

apenas um simples trabalhador.

Venha amor, venha correndo;
venha amor, lute contra o vento.
Sonhei com você e acordei sem você.
Eu matei a morte;
E agora como vou morrer?
Quem vai vir me buscar?
Garanto que deus não virá.
Só me resta sonhar, caminhar.
Trabalhar, capinar;
suar, sentir meus músculos queimar,
sonhar acordado, Vendo seus olhos brilhar.
Deusa natureza como te amo, sinta meu corpo suando;
sinta o cheiro do amor exalando.
Acabei de ver mais uma pétala da rosa desabrochando,
sorri; tropecei e cai.
Levantei e prossegui,
acabei de ver o por do sol a sorrir para mim.
Logo a lua cheia chegou, o sol se despediu e se foi.
A visita cheio de brilho da lua me animou,
nunca tinha reparado em seu brilho; eu confesso,
foi amor a primeira vista, me conquistou.
Com meu instrumento de trabalho no ombro esquerdo,
de volta para minha casa estava indo,
contando estrelas, admirando seu brilho.
Cheguei, dormi, acordei;
vi o sol nascer.
Caminhei para o campo, suei.
Velha rotina que sempre amarei...

O andarilho.

Em sangue eu gritava, mas ninguém entendia nenhuma palavra.
Corria para todos os cantos, não mais gritava, eu murmurava;
Ninguém me ouvia, ninguém me via.
Em sangue eu chorava;
 eu imploro, eu clamo.
Alguém me ajude, me socorram ou pelo menos me escutem.
Nenhuma reação, nenhum insulto, será que estão me vendo?
O tempo fecha, a chuva veio.
O chuva; [sussurrei] me molhe da cabeça aos pés,
Lave esse sangue que não sei da onde é.
Não sinto dor, a chuva me molhava.
Não sentia nem minha roupa encharcada,
Não consegui sentir medo, não consegui sentir nada.
Um brilho no céu;
Achei estranho, não cegou meus olhos.
Vi o que nunca vi, chorei, mas não senti as lágrimas escorrerem
e nem cair.
Será Deus que está aqui diante de mim?
Ou será a morte vestida linda para mim?
Se não fosse pela luz diria que era abstrato.
Era a única coisa que conseguia sentir;
A luz ocupava espaço, transmitia calor humano,
isso era fato.
Não podia tocar, mas eu também não era tocado.
Não entendia e não me movia,
pensei, vasculhei minha cabeça;
procurando achar alguma certeza,
não sei, não posso, não consigo, desisto.
Quem é você, ou o que você é?
[Respondeu-me]; não sei.
[perguntou-me]; e você? Você sabe quem é?
Percebi que não me lembrava,
não sabia nem onde eu estava.
As pessoas que não me via eu nem conhecia,
cai de joelhos com toda aquela luz que já estava chegando a queimar,
“cada vez mais forte me fez suspirar”.
conseguiu me dar medo, comecei a sentir tudo aos poucos;
ouvi vozes ao fundo , não reconheci nenhuma delas.
Barulhos de carros se misturaram diante as vozes.
A luz foi se apagando devagar, sumindo aos poucos,
percebi que o vento que me fazia sentir frio a desmanchava;
senti cheiro de esgoto.
Abri meus olhos, percebi que era um sonho.
Debaixo do viaduto que era minha casa acordei tonto,
peguei meu carrinho de reciclagem e sai sem rumo;
sem futuro.
E te juro, sei que é pecado, mas te juro;
Nunca mais senti sono, andei como zumbi pelos quatro cantos do mundo...

domingo, 19 de setembro de 2010

ganhar é perder.

Não vejo diferença entre areia e barro,
não ligo para o peso e suas densidades.
Não ligo para a beleza, eu odeio a vaidade.
Minto; se odiasse não me olharia no espelho para variar.
Não ligaria para a espinha na ponta do queixo a me incomodar,
nunca desejei ter vida eterna; “estou morrendo” e isso me satisfaz.
Não sei se sou narcisista ou masoquista quando pego a me olhar;
Desejo de morte queima em meu olhar, mas como já disse;
“estou morrendo e isso me satisfaz”.
Pensamento alto mutilador gira em torno de o meu pensar,
isso me faz suar, desperto e vejo a loucura que estou a pensar.
Vejo maldade onde não há.
Abstrata vontade de poder voar, subir a muitos metros do chão,
parar, olhar, sentir, raciocinar e depois cair.
Cair com os olhos abertos sem medo, sem estar tremendo.
Cair sem chorar, sem arrependimentos, sem ter medo da dor,
Sem nenhum lamento, somente apreciando a queda e sorrindo contra o vento.
Homem não chora garoto;
Grande mentira machista, fora do ventre no primeiro dia,
é o choro que nos desperta para a vida.
Grandioso dia que comemoramos uma vez a cada ano,
ganhamos vários presentes, vemos os familiares sorridentes;
“mas nem sempre ganhamos o que estávamos em mente”.
Lembro-me uma vez que ganhei um carrinho de minha mãe,
Brinquei com raiva, estraguei no outro dia.
Não ganhei o que queria.
Sorrisos, somente sorrisos verdadeiros eu queria;
Nada demais a deus eu pedia, ou será que nasci predestinado a eterna agonia?

15 anos... (memórias)

Acordava com os olhos pregando.
Tinha somente 15 anos, curei varias ressacas tomando banho.
Banho gelado, tentando lembrar-me o que se tinha passado;
Não consegui lembrar; mas acho que fiz alguém chorar.
Inconseqüente, materialista, esse era eu;
 Sentindo-me, com um copo de caipirinha nas mãos.
Cigarro entre os dedos eu sempre vivia, mostrando o quanto adulto era.
Tatuagem, rock, maconha, etc.
Adorava ser um completo anormal.
E isso hoje está ficando tão normal, realidade da vida;
Sentimentos humanos se tornando tão egoístas.
E os abraços onde ficam?
Ficam nos meus braços?
Braços solitários;
Esses são meus abraços.
Durmo de bruços sonhando acordado,
Imaginando que estou dormindo, pensando no que tenho vivido.
Maldita ressaca na manhã de domingo;
Não preguei os olhos, minha mãe abriu a porta quando o sol raiava.
Tinha acabado de chegar, finge dormir;
Mas na verdade apenas fechei os olhos e menti para mim.
Como se a senhora experiência não tivesse percebido, o odor da cerveja,
E algumas coisinhas a mais; cheiro de cannabies no ar.
Levantei-me para almoçar, esperando mais um final de semana chegar...

sábado, 18 de setembro de 2010

Experimentando não ter experiência.

Não sou doutor, nem sou mestre em literatura;
Mas poso te dizer, sempre uma historia de amor e romance,
São tão simples e fáceis de aparecer.
Não faço esculturas e nem me julgo ideólogo,
Mas posso te dizer; uma historia de suspense, horror e drama são tão fáceis de aparecer.
Nem mesmo conheço todos os verbos populares criados por nós mesmos;
“nóis fumo lá e dispois vortemo”.
Mas posso te dizer; vou morrer humilde e sempre mostrando a verdade que tenho.
Não quero dizer mais nada, mas não posso evitar escrever o que penso.
Vários rascunhos e garranchos são escritos e memorizados em meu coração,
O som do grafite do lápis soa alto em minha mente, a hora que vejo já surgiu frases de um menino repente;
Determinado com os pés descalços correndo em meio há vegetação seca,
Sem se preocupar se lá na frente irá de ter sede.
Ainda não sou poliglota, ainda não viajei pelo mundo;
Mas posso te dizer; em meus sonhos “sou o nada e também sou o tudo”.
Ainda que ninguém me reconheça jamais ligarei, pois,
Nem mesmo eu até o dia de minha morte, saberei quem realmente sou.
Mas posso te dizer; a verdadeira literatura está em nossas almas.
Cortejem a vida e façamos um brinde a ela, “por mais monótona que seja”.
Mais um brinde as almas de todos os poetas, romancistas, dramaturgos e ensaístas.
Mas posso te dizer; reconhecer e ser reconhecido são méritos de quem apenas gosta de sentir,
De quem gosta de insistir...
De quem vê felicidade em tristeza, de quem mesmo depois de morto;
“ainda fazem pessoas verem beleza”.
Simples humanos que fazem pessoas folhearem seus livros, e
Adormecerem sobre suas mesas...
E digo mais, o mistério da vida nenhuma palavra desfaz.
Adoração e religião nunca interferirão.
Diz a palavra sagrada; corte um pedaço de madeira e lá estarei, levante uma pedra e me encontrarás.
Mas posso te dizer; a vida é sem graça aos olhos de um cego, mas não de seu toque.
De quem segue um seguimento, do escuro já faz tempo que perdi meu medo.
Pés calejados, mãos que são só calos.
Trabalhador da mente simples e opcionalmente.
Delírio esplendoroso, sentimentos que adoro sentir o gosto;
Gosto do amargo do fel, sangue incrustado no céu.
Chuva de lamentos, gritos ao relento;
Mas não liguem, são simples pensamentos...

O tempo não para... a infância passa... mas não se apaga!

                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                     




Obs: (essa não tem matos em volta). ^^


Pedra, papel ou tesoura?  Brincando de jogar com a vida sempre eu vivia. Correndo descalço sem medo de cortar os pés, adorava sentir a areia gelada na sombra de um pé de laranjeira. Limões e palitos de fósforos viravam “bois”, com um pouco de água e areia, e também a ajuda de um dos pés, criávamos casas, apenas com a imaginação éramos donos de belas fazendas. Começou a chuva... Enquanto os outros se escondiam, nós chutávamos água do meio fio. Tremendo os lábios de frio, sem se importar se é a primeira chuva do ano, se ela realmente faz mal ou não. Sempre brincando, sempre privilegiando a imaginação, correndo descalço sem medo do barulho do trovão, sem camisa; “somente de cueca e um simples calção”. Sem ter nenhuma noção se a gripe virá no outro dia, mãe e tia nos gritavam de nossa casa perto da esquina. A chuva acabou; risos e mais risos, adeus solidão. Apreciando o arco íris, esperando minha mãe me chamar novamente á atenção. Eu acostumado, continuei ali parado esperando o sermão. Não só de sangue cresci, crie raiz de amor e paixão e cultivei a amizade de grandes irmãos, isso me gerou vários dias sem solidão, deitado em minha rede comendo “pitomba” (lembro do gosto só de pensar). Chamaram-me para fazer bolinhas de seringueira, como adorava descansar naquelas árvores. Uma simples garrafa de plástico (pet) com 2 litros D’água nem tão gelada, cuia de chifre de boi, erva e a indispensável bomba me saciava a sede. O calor distorcia o sol se pondo em minha frente, foi ali naquele exato lugar “árvores que sempre amarei” onde tive tempo para criar sonhos em minha mente e decifrar um pouco do mundo onde me sentia inteligente, "um menino homem experiente”, sorridente, sem ligar para os pés sujos de areia vermelha, camiseta manchada de poupa de mangarita (melhor manga em minha opinião), nem os fiapos da mesma entre os dentes me incomodava, e também não me incomodava o outro sermão que ia ouvir quando chegasse em casa sujo de manga, sujo de areia, mas sorrindo por ter lembrado que esqueci o chinelo no meio do mato que era cercado ao pé das centenárias seringueiras, lembro-me como se fosse ainda hoje esse anoitecer, as chineladas que tomei, sorria de cantinho de rosto para minha mãe não ver, e graças a Deus (risos) no outro dia meu chinelo eu encontrei...

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Memórias

Completamente anestesiado passei noites acordado encolhido em um chão gelado.
Minha querida mãe me abanando para que os pernilongos não me ferrassem. Nessa época não sabia o que era sonhar, meus pequenos brinquedos eram simplesmente “imaginar”. Vergonha sempre tinha na hora que eu era chamado para jantar, “Dona pretinha”, (até hoje não sei o nome daquela boa alma) na verdade ninguém sabia, mas era assim que era conhecida e ela sempre nos acolhia. Lembro-me bem de sua voz rouca que todas às vezes sempre me dizia;
Um dia meu filho a vida vai te mostrar o porquê de tudo isso. Quando tu achares essa resposta o perdão irá bater a sua porta. Com lágrimas nos olhos eu a olhei com meu prato de comida nas mãos; arroz carreteiro e feijão.

Ela sorrindo parecendo nem ter problemas. Casa simples de madeira, pouca comida na mesa. Um balanço do lado de fora em meio às urtigas Coçava-me os pés, mas eu não conseguia parar de balançar. Simplesmente pensando em sonhar e depois de um belo sonho acordar, Olhar para o céu e ver nuvens brancas com formatos estranhos.
Essa sensação era umas das minhas formas preferidas de brincar. 24 horas se passaram, eu e minha mãe tínhamos que voltar para casa. Um longo caminho para as minhas pequenas pernas, o sol raiando e eu chegando ao meu lar destruído, sempre entendendo tudo. “Pai alcoólatra agressivo” judiava de minha mãe; E de meus olhos sempre havia “lágrimas caindo”.

 Sensação de frio na barriga, e o diabo vendo tudo àquilo sempre com um sorriso. Senti meus pés quentes... Mas minhas mãos suavam frias, Senti a raiva crescendo e saindo pela solas de meus pés. Nesse momento o diabo tocou meu ombro e me disse; “Garoto você vai ser infeliz, aceite minha ajuda e acabe com esse sofrimento”; Com um sorriso tanto no olhar, tanto em sua face. Olhei para toda aquela destruição e baixei a cabeça, nenhuma lágrima caiu dessa vez. Nesse mesmo dia aprendi o significado de vencer, e criei forças para continuar a viver...

Te sinto, te respiro




Como te fazer compreender o que sinto por ti minha doce amada. Expressar-me se torna difícil de ante do seu olhar, fico com medo que minha covardia possa me derrotar, mas se eu nada fizer meu coração não agüentará muito e pode até vir de parar.
Mas sem coragem como posso meus sonhos buscar, acendo um cigarro no fim de tarde com um copo de café nas mãos, e meu olhar tão sincronizado com a solidão, e mesmo estando sozinho consigo ver tua beleza nessa imensidão, sempre em compasso com os batimentos do meu coração.
O sol se vai, logo a lua chega, meus olhos conseguem ver o brilhar da primeira estrela. Sendo eu um simples objeto de Deus nesse grandioso mundo, clamo ao grandioso olhando para o mesmo céu independentemente de lugar, estado e pais nesse mundo, onde valiosos olhos cheios de sonhos também fazem o mesmo, cada um com seu sonho, cada um com sua vontade, sinceramente mesmo pensando assim me sinto ainda tão covarde.
Estando só, a raiva me complementa , sinto um vazio tão grande que me atormenta, como posso te explicar o que é esse amor cheio de beleza?
Beleza simples e incomparável, sinto muito não tem como explicar o inexplicável, a vida nos ensina de uma forma dolorosa e ao mesmo tempo amorosa do que somos feitos, em um dia tão cinzento como esse penso em como vou te esquecer, ou se ainda tenho que amadurecer para poder te compreender, ou parar de sentir o que sinto por você e enfim para de tremer.
Não sei se tremo de medo ou de amor, só sei que Deus ouvirá meu clamor e fará o certo, apesar de eu não estar preparado para ouvir o incerto, que o vento leve essas palavras e que no próximo inverno eu esteja feliz e com você sempre por perto...

Beijo no luar


O brilho da estrela, o luar que se encandeia, noite boa e calma e eu acordado sonhando com minha princesa, olhos fixos sem ao menos piscar derrepente uma lágrima cai, mas uma estrela cadente que se vai, e eu só querendo me relembrar daquele beijo apreciando essa noite de luar, como ao seu lado eu queria estar com isso meu sonho finalmente iria se realizar, o vento sopra e o clima esta ameno nem quente, nem frio, mas às vezes quando estou só me sinto tão sombrio calafrios de covardia me fazem te perder por instantes, mas logo levanto minha cabeça e a brisa dessa noite amena me acalma, o luar esta tão igual aquela noite, dentre as coisas que mais admirei no mundo foi à lua, e o poder de sedução que sua luz transmite.

A sombra de meu corpo parece estar tão triste, falta algo aqui comigo, nem preciso dizer o que é, mas porque você teve de ir logo agora? Porque Deus precisou de seu precioso olhar com ele? E porque não pode me ver tão sorridente? Tantas perguntas que ficarei sem respostas, somente imaginando à hora e sem temer se minha morte for dolorosa, pecados cometi como qualquer ser humano, mas se o pecado mais grave foi te amar, preferiria até mesmo morto estar.

Sei que com Deus não se discuti e quem sou para ir reclamar? O que me importa agora é que se estivesse ao seu lado estaria sorrindo e lhe garanto sem você aqui ao meu lado não me sinto vivo, me sinto morto por dentro com um sentimento de vazio que paira ao relento, sempre indo contra o vento em busca de uma resposta do que tinha de tão especial naquele beijo.

Você pelo menos pode me sentir ainda? Pois eu sinto você em tudo de lindo que vejo no mundo, sempre serei seu, mesmo que você não possa ser mais minha, minha lembrança se eternizará na memória do luar daquele dia, seu beijo sempre será meu tesouro mais precioso que guardarei com sete chaves em meu coração, sempre com a boa lembrança da noite de luar e do clima de sedução. Nunca achei que pensaria que sofrer fosse tão bom, pois é sofrendo que minhas lembranças até você chegarão, meu sorriso sempre vai ser bem visto em quanto o luar a de ter brilho, em quanto achar poesia e romance para cultivar o que sinto...

Lá no alto e ao mesmo tempo tão baixo.


Meus braços não agüentaram o peso da dor do desprezo, fico com medo de te deixar com medo, não quero que sinta orgulho de mim pelo que digo, quero que sinta orgulho pelo que tenho feito, quero que sinta o gosto do beijo que solto ao vento para encontrar seu doce lábio ao relento, como pode o olhar da lua olhar meus olhos e rir dos meus sentimentos? Como pode você olhar para mim e não perceber-me feliz? Acho que sei, não gosta de mim como eu gosto de ti, mas porque não me deixa te fazer feliz? Por favor, não me faça correr atrás de ti e você sempre se desviar de mim, pois a hora que você se tocar vai ser muito tarde, pois não te terei, mas em mim.



O crepúsculo, algo fenomenal e impressionante que vemos lá no alto e sentimos de varias maneiras aqui em baixo... Ele se reflete da maneira que nos encanta, como o por do sol que nos encanta que vai indo até onde nos olhos não podem mais alcançar, mas até onde meus sonhos quando me deito sempre conseguem chegar, meu deus porque você criou o sentimento amar, sei que é pecado falar, mas a dor que sinto não estou conseguindo suportar, vejo meu amor tão perto, mas quando olho para ele vejo o impossível a me olhar, me arrependo de querer amar, agora não adianta já amo, sinto muito mesmo, com tanto amor em minha volta como posso sofrer tanto? Não quero mais saber de nada, pois quem quiser me amar, vai ter que correr atrás, pois corri atrás e me arrependi, vi o impossível olhando para mim... O que no começo era tudo para mim, seguiu a regra da vida... Teve inicio, meio e fim...
O impossível tomou conta de mim, não quero correr atrás de quem não gosta de mim, se é realmente impossível? Deixa rolar enfim, que desgraça, sonho com você mesmo pensando em algo que não tenha graça, acho que só penso em você porque por sua parte nunca mais rolaria um beijo... Não quero mais sentir o que sinto aqui dentro do peito, já que é impossível, te deixo ir pra onde quiser ir, mas te digo uma coisa, queria tanto você pra mim...

Sinto


Sinto-me tão perdido dentro dos meus pensamentos, procuro meus sonhos, mas sempre não consigo realizá-los, pensei que ao seu lado podia tentar encontrá-los, ilusão foi o que vive sonhos desperdiçados nos quais desisti, não por ser covarde desisti e sim por total incompatibilidade de sonhos, vive ao seu lado um mundo onde somente existiam nuvens azuis. Mas agora me encontro encolhido dentro de uma tempestade sem fim de tristeza, não enxergo um passo a minha frente, suas palavras não me confortam mais não sinto mais a pureza de quando sentia no começo eu me esforcei para que o tempo abrisse tudo foi em vão, meus sonhos definitivamente não te libertarão.

Meus sonhos são meus sonhos e seus sonhos são seus sonhos, como queria acreditar em amor verdadeiro entre duas pessoas, mas a cada dia que vivo encontro mais obstáculos que me impedem de te acompanhar e nunca vou questionar sua vontade simplesmente só por querer seu bem, mas como queria ter uma opinião valida em sua mente, sei que te ensinei muitas coisas, entretanto seu amor por mim de certa forma me fez evoluir, quero novamente me encontrar um dia com você e definitivamente mostrar em que você me fez evoluir, como te disse logo no começo de nosso amor, por mais louco e inconseqüente que eu seja me acho umas das pessoas mais sentimentais da terra, você teve parte do meu amor isso se não teve por completo, pois não sei até onde posso ir por amor, mas graças a você consegui descobrir até onde posso ir nesse momento, mesmo estando encolhido e escondido no meio dessa tempestade, ainda vejo uma saída, me falta coragem e orgulho, sempre tive coragem e orgulho, mas descobri que no amor muitas das coisas que nos ganhamos nos fazem perder outras, que nos acompanham durante a nossa curta e longa vida que Deus nos permite viver.

Mesmo com minha cabeça abaixada sinto que a tempestade um dia irá de parar e quando parar eu conseguirei me encontrar novamente, estou em uma maré de pensamentos absurdos e tem momentos que eu me encontro em um total escuro, ainda me lembro quando me sentia totalmente seguro, mas como já disse a vida é cheia de obstáculos, ganhos e perdas, felicidade e tristeza, riqueza e pobreza, muitos seres humanos fúteis que somente sabem atrapalhar por mais que não tenham maldade em seu coração, a futilidade nunca os deixam de acompanhá-los.

Não rezo por eles, pois no estado que estou não rezo nem por mim, Deus deve sentir pena ou vergonha de mim por me fazer de coitado às vezes, em vez de eu levantar a cabeça e seguir sem medo dessa tempestade continuo encolhido e com medo de te perder, você ainda esta comigo, mas em alguns momentos não te sinto, sinto uma tristeza tão profunda, mas não digo uma palavra nem mesmo ao relento, não sei se é medo de te perder ou de ficar sozinho, queria poder saber o que quero da vida, acho que milhões de pessoas pensam da mesma forma que eu, mas não sentem como eu sinto como isso me afeta por dentro mesmo nem parecendo.


 Quando estou triste escrevo, não choro por fora e sim por dentro, o pior jeito possível de sofrer é sempre se escondendo e mentindo de como você se sente por dentro, mas essa tristeza logo se acabará é o que sinto nesse momento, chorar não quer dizer que você é fraco e sim demonstrar mais um sentimento que nosso Deus nos deu, queria tanto ver nuvens azuis ao seu lado novamente, mas não sei se é minha imaginação que me faz sofrer quando tento pensar em desfazer esse tempo fechado e fizer o sol raiar entre nossas nuvens azuis novamente...

Em transe

Quando meus olhos se fecham e o sono não vem me lembro do tempo que passei junto a você, mesmo nem estando perto você me fez sorrir... Mesmo não podendo te tocar sempre me senti bem e muito próximo a você, queria tanto estar com você! Abro meus olhos e meu quarto esta escuro, fecho os olhos e seu rosto aparece sorrindo  novamente, quando toco nele parece ser tão verdadeiro , tão real, abro meus olhos como se estivesse acabado de sair de um transe e meu quarto continua escuro...
Às vezes não sei se estou dormindo ou acordado, pois minha vontade é tanto de estar contigo que é como se tudo fosse real e sempre estivesse acordado e o tempo estivesse parado, você acha impossível amanhecer de olhos abertos? Eu consegui! Pensando em você amanheci, foi como se tivesse conseguido dormir meu corpo estava ali, mas minha alma estava junto a ti... O impossível acontece quando há amor verdadeiro, consideração e respeito... Sempre soube disso...
Será que você pode sentir? Pois parece tão real quando você esta junto a mim, minha alma seria capaz de desfazer a distancia entre nós? E entregar o tanto e querido beijo que tenho vontade de dar em ti?  Será possível que o impossível seja realmente possível?
Meu coração diz que sim, quero acreditar em mim, mas não sei se sou louco por natureza ou louco por ti... Quanto mais fico feliz mais confuso fico no fim, parar e pensar não adianta, pois conforme a música do amor toca meu corpo dança, espero que no fim tudo não seja um misero sonho, um sonho onde meus olhos abertos me enganam ao te ver sorrir e tudo que você fez foi simplesmente fingir...

Luz e escuridão



Onde a luz há escuridão e onde existem pessoas também há solidão que arde como fogo da paixão meus tormentos de sentimentos explodirão.

Conforme segue o ciclo da razão, independentemente de sua crença e religião, se o vento e água se encontram uma tempestade de ondas se torna um poema, Delicioso sentimento de pureza é o que sinto quando estou em tua presença.

Oh formosa mãe natureza, me transforme e não me deixe cair em decadência, respiro o ar que você respira, esse êxtase de amor é o que me fascina, vamos para onde temos que ir.

 O lugar onde todos nós queremos simplesmente sorrir pode ser somente um sonho meu, mas se desejar junto comigo também poderá ser o seu...

Dizem que ninguém é o dono da verdade.

A loucura de minha mente é baseada somente em um ponto de vista anti-social e realista, mas nem por isso não posso amar...
Até os seres mais repugnantes da terra se procriam, isso é chamado de extinto de sobrevivência, mas não deixa de ser um sentimento expresso por eles.
Sou como um vaga-lume, que sempre brilhando cada vez mais intensamente a procura de alguém que compreenda o porquê de brilhar tanto, como água e fogo não se misturam, mas podem se
encontrar dependendo da intensidade do desejo e do momento. Sinto-me um estranho no mundo procurando o nada, continuando sempre confuso encontrando o tudo...
Varias vezes ao decorrer do dia penso no nada, mas minha natureza animal me torna impuro e sujo conseguindo encontrar o estado, mas psicótico possível de um ser existente na terra é quando vejo os seus olhos por dentro dos meus surgindo do nada... O nada que sempre procuro encontrar...
Queria tanto parar de brilhar... Mas por você vou brilhar ate o meu dia de morte chegar.
Eu fujo, fujo e durmo e quando acordo estou de volta sempre brilhando... Brilhando por você, e procurando brilhar com você.

Pensamentos em ti...

Quase todas as vezes que saio para caminhar, penso nas coisas que nem queria pensar, nas pessoas que nem deveria amar e meus pensamentos entram em conflitos, causando uma explosão atômica de pensamentos indesejáveis, onde o álcool, e outras coisas extremamente artificiais entram em minha mente, como se fossem resolver os problemas que se passam aqui dentro, olho para dentro dos meus pensamentos, a única coisa boa que vejo é seu rosto... E a lembrança de um dia podermos ficar juntos, de irmos onde você quiser ir, onde você não tenha medo de me amar, que não tenha ninguém pra nos atrapalhar.

*Penso em todos os amores da minha vida, todos os que foram amores só por um dia, sinto uma coisa boa porque no final realmente ainda continuo vendo seu rosto a sorrir pra mim, nossa como seria bom ter você aqui, a distancia não é muita, pois tenho seu olhar dentro do meu olhar, você não sabe o desejo que tenho de seus lábios poder tocar.

 O sol não me queima mais, caminhando na escuridão do medo sem ter medo de nada, arrisquei tudo o que tinha por você, chegou à hora de eu arriscar o nada que tenho e estou arriscando meus pensamentos, minhas idéias estão voando contra o vento, tentando chegar o mais próximo de seus ouvidos para poder chegar a seu coração o mais rápido possível...

*Espero que você aceite esses pensamentos, pois voaram de não muito longe, mas estavam quase sem esperança de alcançar seu coração, o vento não ajudou, mas seu olhar em minha mente me animou, usei toda a minha força pra chegar pela ultima vez até ai e espero que acredite em mim, não quero sair daqui sem você e nem sem ter toda você para mim.

*Não quero que desista do que você realmente quer em tua vida, dependo da sua escolha tenho certeza que vai lembrar-se do amor que deixou sair... Do amor que podia ter experimentado e tentado ser feliz, quero te levar para fora desses pensamentos aqui, para provar tudo o que falei e poder sentir o que gosto de sentir quando te vejo sorrir...

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Sempre cultivar as verdadeiras amizades!

"As vezes penso em como é bom ter liberdade... Mas a liberdade é vista de varias formas dependendo de onde se vive e o modo de como ela é vista".
Quero um tempo para pensar no tempo, quero dinheiro para encher a cara o dia inteiro!


Obs: ( depois de alguns baseados meu amigo disse isso pra mim em um belo dia.)

A verdade que não tem realidade

Velha maneira de pensar me ajuda a criar formas diferentes de agir e falar, cada palavra que escrevo é uma viajem de meu pensamento, me olho no me espelho e arrumo o cabelo. Velho habito de me vestir me faz saber que vou ser julgado aonde ir, às vezes me importo mais com que os outros pensam do que com que se passa em minha mente, é um simples e justo julgamento permanente regra da vida que se mostra verdadeira quando me vêem a sua frente.
Permita-me querer julgá-los e te juro que não vai ser diferente, mais uma pessoa que se torna aliado da beleza e de seus antecedentes, não posso julgar quando estou sendo julgado e eu até mesmo prefiro ficar desse lado, me confundi a cabeça se sou seu maldito aliado.
Beleza infernal se encandeia e bonita feiúra você tem aos meus olhos, estranho comparar quem tem direito de julgá-los, mas a lei da terra se tornou parte da vida e o mundo ficou cheio de mentiras ilustrativas, não sei se sou confuso ou se estou ficando confuso.
Vou gostar de você do jeito que tu é, será uma mentira minha? Ou um momento de falsa fé? Misturar beleza e o pecado da vaidade toca em um assunto que mexe com a realidade, mas pode ser uma falsa realidade criada somente parar despertar sorrisos aos olhos de quem não vê a verdade, é uma crueldade tentar descobrir qual é o sentido da verdadeira verdade, pois decidi a partir de hoje ficar na minha e aceitar e verdadeira verdade da humanidade...

Aprendendo a aprender

Caminho muitas vezes pela luz, mas na grande parte do tempo sinto em meu redor que a escuridão toma conta de mim, às vezes me convida a atar a mão a ela e na grande parte das vezes que ela me oferece companhia eu aceito, o tempo passa tão rápido junto a ela, me satisfaz por horas e quando volto à luz sinto que perdi tanto tempo, mas esse tempo é gasto conforme eu penso, mesmo sendo um tempo não tão aproveitado para o bem total sinto que aprendo o sentido da vida, do bem e do mal. O sabor da vingança, o sabor da paixão, estando misturados em mentes diferentes gera desconfiança entre nós, não só esses sentimentos estranhos, como os muitos que nos deixam felizes e atormentados por muitos anos, ou até mesmo pela vida toda.
O sentimento solidão e amor andam juntos se você pensar bem, para existir amor tem de existir solidão, se existir solidão um dia encontraremos paixão, muitas paixões são do bem e também são do mal, cada pessoa que sente e respira tem a chance de conhecer esses sentimentos e eu estou em busca disso, mas sem exageros, muitos desses sentimentos não precisamos nem vivenciar, pois nos tempos modernos nós podemos experimentar de varias formas mesmo sem precisar caminhar, sentado estou agora experimentando e articulando minha forma de pensar e até mesmo de amar. Acho que vou tomar um banho e relaxar, depois talvez acenda um cigarro e retorne a pensar o que é amar, sentado novamente apreciando o luar...


Essa foto foi tirada em Miranda (ms) ... cidade que eu amo... pantanal puro! ^^

Formas de pensar

Meu destino é incerto, admiro as nuvens nesse céu em um mundo que é um verdadeiro inferno, com suas belezas e suas fraquezas admiro o quanto ele ainda é belo.
A vida resumida em um longo olhar de meus olhos, que ardem diante o sol escaldante, onde o mormaço cria deformações alucinantes e as arvores com seus formatos exuberantes, me deixam um louco totalmente apaixonado pela vida e me faz seguir adiante.
Um dos últimos românticos eu sou, e não tenho mais vergonha disso, pois demonstro que realmente me importo com isso, não ligo para o que você pensa, simplesmente escrevo o que você tem medo de pensar, escrevo sobre o seu medo de amar.
Sou seu sonho e você é o meu, te realizo e você me realiza, mas fico triste de pensar que seu pensamento é diferente do meu, que nossas vidas são diferentes dessa forma de amar extinta.
Amor da minha vida é a natureza e sua forma explicita de ser vivida, adoraria ter a sua companhia, com isso meu famoso e lindo sonho se realizaria, um louco feliz seria eu? Seria aquela velha opinião formada sobre tudo? Ou seria aquele amor que sinto aqui bem no fundo?
Adoro ter duvidas, pois com as duvidas obtenho respostas sobre o amor e sua fantástica forma de demonstrar como ele se transforma, de como obter essa fantástica forma invisível aos nossos olhos e de como ele nos deixam bobos com tudo de que há La fora. Minha forma de pensar pode ser como a sua, mas meus sentimentos se transbordam e saem pela minha boca, com um sussurrar baixo onde ninguém os ouve.
Mostre-me o que tu sente e te mostrarei o que você quer ver, mostra-me o que quer ver, e te mostro o que eu sinto, pode até ser o que você ache isso incompreensível, mas te garanto como já te falei muitas vezes com o meu forte desejo e amor nada é impossível.
Te desejo, te sinto...! 

Observações

Maravilhosa visão de o sol nascer e do primeiro pássaro a cantar. Isso me da forças de nunca parar de sonhar, um dia vou conseguir te provar que sonhos não são impossíveis de se realizar.
Que ser humano vai discordar que sonhar é viver e viver é sonhar? Louco sentimental eu me classifico, mas um louco também que sente raiva, ódio, mas nem por isso eu desanimo.
Acordo todos os dias no mesmo lugar, mas quando durmo é tão bom poder sonhar em viajar, sonhos que ainda acredito com todas minhas forças que poderei realizar.
Minhas palavras não são só baseadas em amor, mas também em ódio e rancor, eu amo o mundo, mas às vezes tenho vontade de ignorar tudo. Como se tudo fosse perda de tempo.
Ai penso comigo estou perdendo tempo pensando nisso, e quando me vejo me pego sorrindo sozinho, olho para um lado e para o outro e na hora sinto um leve sufoco, mas ninguém reparou, naquele exato momento com a força do meu pensamento acho que o tempo parou.
O barulho da vida humana do lado de fora me fascina, mas também muitas vezes me irrita, queria que fosse mais simples a vida e mais fácil de ser vivida, mas sei que no mundo não existem só maravilhas, ergo minha cabeça, me levanto e prossigo na estrada da vida...

Futuro da nação

Acendo um natural naturalmente para poder descansar a minha mente, dando um role vou seguindo em frente eu meus hermanos, adiciona no seu dicionário o que eu estou te falando, para poder voar é preciso primeiro se libertar, para ganhar é preciso primeiro se conquistar, o amor coisa falsa e verdadeira ao mesmo tempo, e o pior é que na maioria das vezes tudo gira em torno do dinheiro, sua capacidade social é que interessa, sua capacidade mental vale merda se tu não tiver beleza externa, revoltado com o mundo estou, cansei de viver em uma sociedade egoísta e materialista, eu quero é mais que se foda essa porra de política, estou aberto a criticas, por isso estou mandando essa rima, quero que você sinta a raiva e ódio que a sociedade me passa e me conquista, sei que não são todos mas na grande maioria são preconceituosos e te rebaixam , te fazem esperar horas em uma fila, se tu tiver dinheiro a coisa é outra... Tu é o primeiro da lista... Idosos e crianças morrem em filas, enquanto isso nos almoçamos assistindo o jornal do meio dia, ou até mesmo assistindo domingo legal que é só putaria, ah mas eles mostram pobres ganhando casas para a felicidade do dia! Ahhh que comedia o mundo em nostalgia é preso indo e fugindo da delegacia, rebeliões e prisões são normais hoje em dia, a copa do mundo é nossa? Outra putaria! Escondem os pobres para não perder a grana do dia, eita as eleições estão chegando, em quem tu vota para te dar mais um cano por 4 anos?  Ahhh cadê meu refrão? Não isso não tem nessa canção é somente uma rima feita do coração! Somente rimas empurradas por pura desilusão, e daí se o Brasil não foi campeão? Na segunda feira você volta pra tua vida de peão... Isso mesmo você é o futuro da nação...

Quando penso em mim.

Quando penso em mim, sinto um vazio tão grande de alma dentro de mim, parece que estou cheio de merda dentro da mente, literalmente quase posso sentir o cheiro dela, infesta o ambiente onde estou me sinto tão mal, pareço estar tão doente, mas me olho no espelho e me vejo normal como qualquer outro ser humano, sinto falta de mim mesmo, não sei da onde tirei esse pensamento, mas estou sentindo falta de algo que possa me libertar, um eu te amo vindo de pessoas que amo não adianta mais, depressão descobri que não é suicídio é impossível, não sou tão covarde assim, quero escrever isso para entrar em conflito com essa pessoa dentro de mim, para que além de sentir o que sinto que veja essas palavras e sinta a força que ainda há dentro de mim, que ele tenha medo de mim, pois até esse momento não consigo fazer ele se sentir intimidado comigo, ele me trata como merda, faz de mim o que quer me desvia de onde queria ir... Agora que não quero mais me atormenta para ir atrás, sendo que agora ele já sabe que vou me magoar, esse lado mau meu me fez bem varias vezes, mas agora que não quero mais ele ao meu lado ele não liga para que eu falo, eu sou o cego e ele é o surdo, ele me guia e eu o escuto... Estranho não? Queria entender também, mas não posso só consigo explicar o que sinto, se ele se machuca ele não sente nada, mas eu sim sinto tudo, só não consigo enxergar a verdade se ele é eu ou se eu sou ele, não posso falar com ele todo o tempo porque ele não me escuta, e não posso enxergá-lo quando fica em silencio, malicioso e esperto mesmo sem poder escutar, eu esperto mais não posso enxergar, eu o sinto, falo com ele, mas ele sabe que não pode me ouvir, somente eu, tento não obedecê-lo mais ele toma conta de mim... Minha alma é a dele e a dele é a minha, quero tanto que ele se vá e que fique somente a minha, ele não é mau, somente é irresponsável, às vezes acho que ele é minha coragem, mas se for para ser assim, prefiro ser covarde por toda a eternidade...

Amor sem fim

Com as solas de meus pés desejo caminhar e conhecer as paisagens e animais que possam me fazer sentir real dinovo, a cada dia me sinto mais distante de ser quem eu sou, como se a cada dia, cada memória boa de como é ou era minha vida junto a ti desaparece,  como chuva  de verão resta um leve cheiro de amor no ar e a cada passo que dou ao estranho e desconhecido mundo, o aroma desse amor se afasta, sua presença enfraquece, mas a lembrança mesmo se apagando através da distância, sua imagem e semelhança  permanecem cravados em meu coração, seu rosto com traços fortes e delicados em minha mente são o que mais lembro... Lembro-me do seu sorriso, não importa a distância, seu sorriso adormece a solo de meus pés e sigo em frente cada vez mais... Mas sempre com a lembrança do brilho dos seus olhos me guiando, as lagrimas que fiz você derramar hoje eu derramo em dobro...
Nunca perdi perdão, “me arrependo” choro admitindo que nunca fosse emotivo, choro pela burrice de nunca ter pensado em ter amado, me perdoe, pela primeira vez me perdoe... Estou tão longe já, e mesmo tentando não..., só consigo pensar em você, sou a única pessoa que pode me ouvir, nada além de mim, queria tanto que alguém pudesse sentir o que sinto dentro de mim... Agonia, loucura, tédio, tristeza, solidão, o amor caminha junto a esses sentimentos, agora entendo como se formam as lágrimas, o amor que tinha que dar a ti esta sendo derramado a cada passo que dou, a cada ferida nova na sola de meus pés, não sinto mais dor.
Sinto que nem real mais sou, como já disse nem sinto mais dor... Quero tanto saber pra onde estou indo, mas eu caminho sem rumo só com o pensamento e imagem de te ver sorrindo, atravesso montanhas, lagos, tentando enxergar algo que me diga onde estou, mas fico tão cego quando penso em você, só consigo-te ver sorrindo, tropeço varias vezes e consigo me ver caindo, me machuco, o que me levanta é a imagem de te ver sempre sorrindo,não sinto mais dor, meu coração esta apodrecendo com um sentimento bom dentro, que demorei muito tempo para enxergar, agora não consigo enxergar nada além do brilho do seu olhar,  continuo caminhando ao anoitecer, com o brilho dos seus olhos a me guiar, é totalmente claro o caminho... Mas não sei para onde estou indo... Não durmo nem me alimento mais, me alimento em meu pensamento em te ver sorrindo... Estou tão fraco já, já não penso mais em nada, sinto meu corpo se desmanchando, estou caindo aos pedaços, minha vida esta quase no fim, e nem sei se você ainda lembra-se de mim... Alucinações passam em minha frente, não sei se sou real ou elas que são não sinto mais dor e não entendo como ainda posso sentir esse amor, minha caminhada será em vão? Não consigo parar meu coração... Suicídio não é minha intenção, somente tentar apagar você do meu coração... Estou totalmente sem noção, será que o senhor de nossa criação esta me olhando nessa imensidão?
Sinto o sol muito quente queimar meu rosto, sinto o suor escorrendo por todo o meu corpo, mas nem uma mínima vontade de tomar um copo d’água, nem sentar e descansar, meus pés criaram vida própria em busca de uma gloria que não faz sentido, me sinto caindo em um abismo, estou totalmente perdido ou tentando encontrar algum sentindo? Se Deus existe... Que veja meu sofrimento e me guie até onde possa esquecer seu sorriso, não posso mais parar de te amar, muito menos de caminhar e queria tanto saber aonde meu corpo vai parar, sinto que minha alma por mais distante que eu esteja de ti, nunca estive tão próximo de você ao ponto de sentir o amor que sentia por mim, estou sofrendo sem dor corporal totalmente anestesiado por esse sentimento absurdo, que me envolve quando vejo seu rosto a sorrir para mim.
Queria tanto saber quando este sofrimento vai ter fim, será que Deus ainda olha por mim? Não sei se estou pagando meus pecados ou se estou botando a prova o amor que eu sinto por ti, nunca tinha amado, nunca, nem mesmo tinha chorado hoje todos os dias é um filme de como era minha vida ao seu lado, posso estar sendo muito dramático, ou posso estar totalmente arrependido de não ter te amado, mais de uma coisa tenho ceterza a vitória é uma coisa que vou morrer sem conhecê-la, pois a minha força minha divindade, sempre esteve junto a ti, perdi tudo quando resolvi caminhar sem fim, e tentar esquecer esse lindo sorriso de quando fecho meus olhos e vejo a sua face a olhar para mim...